Cuidando das emoções antes das provas do ENEM

As provas do Enem 2020 irão acontecer em janeiro e fevereiro de 2021. Com a pandemia de Covid-19, muita coisa mudou na vida dos estudantes que irão realizar as provas e que tiveram que adaptar sua forma de estudo que se tornou virtual ou online.

Todo esse cenário exigiu mudanças na rotina dos alunos. Adquirir novos hábitos como, se adaptar as aulas online, fazer provas no colégio nesse formato, distanciamento dos colegas e professores, incerteza em relação aos dias de prova, que foram alterados em relação aos anos anteriores. Todas essas transformações repercutiram em um aumento da ansiedade, medo e nervosismo diante de todo esse momento tão decisivo e desafiador.

Dessa forma, dar conta dos próprios sentimentos, pensamentos e emoções que esse momento desencadeou, é o primeiro passo para aprender a lidar com a situação. Na minha escuta, como psicóloga que atende estudantes, tenho observado que para alguns as mudanças acadêmicas causadas pela pandemia geraram certa ansiedade, já que os colégios suspenderam as aulas, reorganizaram o modelo de ensino, alteraram o calendário letivo, modificando toda uma estrutura escolar que funcionou por anos da mesma forma. Como o  “novo” muitas vezes nos assusta e causa medo, o início da pandemia, que imprimiu todas essas mudanças, foi bastante assustador. Com o tempo, entretanto, muitos estudantes conseguiram amadurecer e agora enxergam como foi possível crescer com essa experiência.

Então, gostaria de convidá-los a refletir e ressignificar tudo o que aconteceu até aqui. Estamos no final do ano, sugiro que vocês reflitam quais os sentimentos e emoções esses acontecimentos causaram em vocês? Quais são os pontos fortes que descobriram em si mesmo diante de toda essa mudança? Quais recursos descobrir possuir dentro de si mesmo para atingir seus objetivos e que podem auxiliá-los durante a prova? Ou ainda, quais recursos externos podem lançar mão como estratégia a fim de contribuir para que você atinja o resultado esperado?

Sugiro que na semana que antecede a prova, se dediquem ao preparo emocional, que é tão importante quanto o preparo técnico que foi realizado nesses anos de estudo. Caso a ansiedade se faça presente antes ou durante a prova, faça uma respiração diafragmática, que consiste em puxar o ar pelo nariz e soltar pela boca, faça quantas vezes for necessário até diminuir a pressão sanguínea e batimentos cardíacos. Cuidar do corpo e da mente em atividades como um bate-papo com os amigos, meditação e relaxamento, além de manter uma alimentação saudável, bem como cuidar do seu sono. Os familiares também podem auxiliar nesse momento oferecendo apoio e suporte emocional ao estudante que podem ocorrer desde o auxílio no preparo da alimentação, acompanhar o aluno até o local de prova, bem como zelar por um clima harmonioso na casa.

O que está pronto já se faz presente porque foi construído ao longo dos anos, durante o ensino fundamental e médio. Sendo assim, não é somente esse ano marcado pela pandemia que irá definir o seu resultado.  Então, a hora do jogo, que é o dia da prova, é só o momento de operacionalizar esse conhecimento que é fruto de anos de estudo, esforço e comprometimento.

Boa sorte e um forte abraço!

Ionara Coelho.

Psicóloga e Coach de Carreira| CRP: 23.997/04

COMPARTILHE

CONTEÚDOS RELACIONADOS

© 2021 T.Ensina. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por CriaTec